Copa Ouro: EUA superam campo encharcado de chuva e vencem Canadá em PKs

[ad_1]

Os EUA e o Canadá abriram caminho em 120 minutos de futebol antes da semifinal da CONCACAF W Gold Cup ser decidida nos pênaltis, com os americanos avançando para a final de domingo com uma atuação heróica da goleira Alyssa Naeher.

Mas não é disso que a maioria das pessoas se lembrará do jogo de quarta-feira, que terminou em 2 a 2 antes de ser decidido nos pênaltis em uma noite fria e chuvosa no Snapdragon Stadium. Em vez disso, o que eles vão lembrar é como os dois melhores times femininos da América do Norte percorreram um jogo que nunca deveria ter sido disputado.

Os gols dos EUA vieram do adolescente Jaedyn Shaw no meio do primeiro tempo e de Sophia Smith aos nove minutos da primeira prorrogação. Jordyn Huitema e Adriana Leon igualaram para o Canadá, com Huitema marcando a oito minutos do fim do tempo regulamentar e Leon cobrando pênalti no último toque nos acréscimos após a segunda prorrogação.

Os EUA enfrentarão o Brasil, vencendo o México por 3 a 0 na primeira semifinal.

Mas por mais emocionante que o jogo tenha sido, provavelmente nunca deveria ter sido jogado. Porque seja lá o que for que os organizadores do torneio pensamento os times estavam jogando, certamente não era futebol.

E com uma vaga no jogo do título da confederação em jogo, os dois times – assim como o esporte – mereciam coisa melhor.

Um porta-voz da CONCACAF emitiu um comunicado no primeiro tempo que colocou a culpa na árbitra mexicana Katia García, dizendo “fica a critério exclusivo do árbitro se o campo é seguro e jogável”.

Não foi nenhum dos dois.

A canadense Vanessa Gilles e a americana Jaedyn Shaw avançam na água enquanto perseguem a bola durante uma partida

A canadense Vanessa Gilles e a americana Jaedyn Shaw avançam na água enquanto perseguem a bola durante a semifinal da CONCACAF W Gold Cup no Snapdragon Stadium, em San Diego, na noite de quarta-feira.

(Sean M. Haffey/Getty Images)

Um alerta de enchente estava em vigor quando o jogo começou em um campo encharcado e encharcado de tanta água parada que os jogadores vadearam após passes bem acertados que pararam repentinamente nas poças. O calendário do torneio previa originalmente que a semifinal EUA-Canadá fosse disputada à tarde, mas a ordem dos jogos foi alterada para acomodar a televisão, com a partida México-Brasil acontecendo primeiro em campo quase seco.

Isso deixou os EUA e o Canadá jogando em um atoleiro, colocando desnecessariamente os jogadores em risco de lesões graves, já que o jogo foi adiado para quinta-feira, quando não havia previsão de chuva.

O impacto do campo molhado foi óbvio, com os EUA perdendo três chances perigosas de gol nos primeiros 12 minutos, quando a bola parou na lama em vez de rolar. Mas as condições também levaram ao primeiro gol do jogo, quando um passe para trás rotineiro da zagueira canadense Vanessa Giles simplesmente parou na lama, permitindo que o atacante Shaw contornasse Giles e chutasse para o goleiro Kailen Sheridan, seu companheiro de equipe no San Diego Wave. .

O gol, nos 20º minuto, fez de Shaw o primeiro jogador na história do USWNT a marcar em cada uma de suas primeiras quatro partidas. A poça deveria ter recebido uma assistência.

A equipe de campo usou o que pareciam ser pequenas pás de neve para tirar a água do campo no intervalo, enquanto García, o árbitro, corria pelo campo, rolando a bola em vários lugares para ver se ela se moveria. E embora isso tenha ajudado – assim como a chuva diminuiu no segundo tempo – grandes poças permaneceram.

O Canadá lidou com isso tentando manter a bola no ar, com Huitema, de 1,70m de altura, o jogador mais alto de seu time, indo alto para cabecear em um cruzamento de Ashley Lawrence para o gol do empate em 82e minuto, mandando o jogo para a prorrogação.

Smith pensou que ela havia encerrado ali, aproveitando outra má decisão de Giles para cabecear de Rose Lavelle antes de vencer Sheridan de forma limpa. Mas nos segundos finais dos acréscimos – após duas prorrogações – Naeher colidiu com Giles na frente do gol.

García parecia pronto para deixar o jogo continuar antes de ser convocado para assistir a uma crítica em vídeo. Ela então marcou um pênalti, que Leon converteu em seu sexto gol, o melhor do torneio.

A goleira norte-americana Alyssa Naeher comemora com os companheiros no final da disputa de pênaltis que selou a vitória dos norte-americanos

A goleira norte-americana Alyssa Naeher, à esquerda, comemora com seus companheiros de equipe no final da disputa de pênaltis que selou a vitória dos americanos na semifinal da Copa Ouro da CONCACAF sobre o Canadá na quarta-feira, em San Diego.

(Gregory Bull/Associated Press)

Mas Naeher seria derrotada apenas uma vez nos pênaltis, fazendo três defesas e convertendo seu próprio try.

Até então, apenas uma fração da multidão encharcada pela chuva, anunciada em 15.245 pessoas, permaneceu.

Na primeira semifinal, o Brasil deu ao México a primeira derrota em 24 jogos sob o comando do técnico Pedro López. Os sul-americanos pressionaram desde o início e saíram na frente nas 21st minuto, quando Adriana Leal chutou para o gol aberto, depois que a goleira mexicana Esthefanny Barreras saiu de sua linha em uma tentativa frustrada de defender um cruzamento.

Minutos depois, Nicolette Hernández recebeu cartão vermelho por interromper uma oportunidade óbvia de gol, deixando o México com poucos jogadores a uma hora do fim. O Brasil rapidamente aproveitou a vantagem, com Antonia chutando de pé esquerdo de fora da área para aumentar a vantagem no momento em que a chuva começou a cair com força.

Yasmim fez o 3 a 0 aos três minutos do segundo tempo, com um belo redirecionamento de calcanhar após cruzamento de Gabi Portilho. Os três gols foram os maiores sofridos pelo México desde que López assumiu o cargo de técnico em setembro de 2022, enquanto a margem de derrota de três gols foi a pior desde a derrota por 3 a 0 para o Haiti, há 20 meses.

E nem foi tão perto, com o Brasil controlando a bola por quase 60 dos 90 minutos, enquanto superava o México por 22 a 8, marcando 13 tentativas no gol.

[ad_2]

Leave a Comment