Caitlin Clark, estrela recorde do basquete de Iowa, declara-se convocada para o draft da WNBA | Basquetebol

[ad_1]

Caitlin Clark, de Iowa, que está prestes a se tornar a maior pontuadora de todos os tempos da NCAA no basquete universitário, anunciou na quinta-feira que deixará os Hawkeyes após esta temporada e entrará no draft da WNBA.

“Embora esta temporada esteja longe de terminar e tenhamos muito mais objetivos a alcançar, será meu último em Iowa”, escreveu Clark nas redes sociais.

Clark se tornou o ponto focal do basquete feminino, com seu jogo chamativo e arremessos de três pontos, muitas vezes presentes no logotipo da quadra. Muitos jogadores teriam sido eliminados por arremessarem de tão longe, mas Clark teve luz verde de seu treinador e ela entregou ao mesmo tempo que encontrou seus companheiros de equipe e acertou as tabelas.

A guarda, com mais um ano de elegibilidade, tornou-se a maior artilheira feminina de todos os tempos no basquete universitário ao marcar 33 pontos para ultrapassar Lynette Woodard e postar seu 17º triplo-duplo na carreira na vitória por 108-60 sobre Minnesota na noite de quarta-feira.

Em seu anúncio, ela agradeceu a seus companheiros de equipe, treinadores e aos milhares de fãs que lotaram arenas em todo o país para assistir a ela e aos Hawkeyes, sexto colocado.

Esses fãs gritavam “Mais um ano! Mais um ano!” enquanto Clark estava sendo entrevistada na quadra na noite de quarta-feira, quando ela também quebrou o recorde de uma única temporada da NCAA ao acertar oito cestas de três pontos para um total de 156.

Ela tem 3.650 pontos na carreira. Woodard fez 3.649 pontos pelo Kansas de 1977 a 1981, antes de a NCAA sancionar o esporte. No início deste mês, Clark quebrou o recorde de pontuação de Kelsey Plum na NCAA (3.527 pontos).

O próximo é o recorde geral de pontuação da NCAA de Pete Maravich, que está apenas 17 pontos à frente dela.

Espera-se que Clark seja a primeira escolha no draft de 15 de abril.

O Indiana Fever, que tem a primeira escolha, indicou nas redes sociais logo após o anúncio de Clark que pretende selecioná-la.

“Estamos simplesmente lembrando que faltam apenas 46 dias para o Draft da WNBA de 2024,” a equipe postou depois de deixar cair um link para seus ingressos de jogo e um visível “Nº 1”.

The Fever também teve a primeira escolha no draft do ano passado. Eles selecionaram Aliyah Boston da Carolina do Sul. O atacante tem média de 14,5 pontos e 8,4 rebotes por jogo.

Os dois ex-jogadores do ano da Associated Press deram uma entrevista à NBC Sports em outubro.

“Bem, o Indiana Fever poderia ter a primeira escolha, então as pessoas podem, podem ou não, podem não, talvez tenham, ter a dupla. Não sei?” Clark disse para um risonho Boston. “Ele continua a ser visto. Mas eu e Aliyah podemos ser companheiros de equipe em algum momento, nunca se sabe.”

Clark continuou dizendo na entrevista que “seu tempo na faculdade é tão especial e diferente de ser um profissional”.

“Quero vivenciar cada momento e realmente absorvê-lo”, disse ela.

O último jogo em casa de Clark na temporada regular em Iowa provavelmente trará um dos ingressos mais caros na história do basquete universitário feminino.

O ingresso mais barato listado na quinta-feira no TickPick.com para o jogo de domingo contra o número 2 do estado de Ohio custava US$ 481.


[ad_2]

Leave a Comment